Não cederá a este debate que serve de palco para o ignorantismo, na sua forma de exploração da ignorância alheia onde o mais astuto tenta manipular o ignorante. Demagogias sofistas não serão toleradas, bem como, ações manipulativas.

 

Como um cidadão do bem acredito, que haverá mudanças positivas. Onde a discussão sadia de uma política de prioridades será implantada de forma transparente e séria. O debate é feito diariamente com a população olho no olho, sentados nos terreiros sem alardes, essa é a política da seriedade, esse é o verdadeiro fazer político.

 

Sabemos quem é quem, sabemos quem quer ter o poder pelo poder e quem quer usufruir dos benefícios para causa própria e quem realmente está pensando na qualidade e no desenvolvimento do município.

 

Conclamo, como munícipe: “Cidadãos de boa vontade, vamos nos empenhar em melhorar o quadro político, da nossa cidade, vamos assegurar que nosso povo não seja mais enganado, vamos contribuir por um debate de qualidade.

 

Vamos garantir a participação neste processo, vamos continuar cumprindo nossa missão”. Contribuir, para que a renovação seja vitoriosa em nosso município, sabemos quem é integro e que não está envolvido em polêmicas desnecessárias a força não é da MÁQUINA PÚBLICA, mas do povo. A FORÇA não é de mandatos comprados, mas da HUMILDADE e HONRADEZ.

MídiasSociais

 

Veja a programação 

 

 

    Matrículas Abertas 

 

 

 



Artigo político – Publicado em 21 de setembro de 2016

 

A política de baixarias e suas consequências para a sociedade.

Jornalista: Hélio Porto Jr. 
  DRT DF/9280 MTE Jornalista: Hélio Porto Jr. DRT DF/9280 MTE Quanta decepção, com o que estão tentando disseminar, neste pleito da região metropolitana do DF. Uma cultura política de xingamentos e de desrespeito com os cidadãos.

O nível dos candidatos para o executivo está aquém da capacidade intelectual que se espera de um líder. Mesmo aquelas pessoas, que nunca obtiveram uma educação formal, criticam este festival de disse-me-disse, é uma baixaria orquestrada para ser transmitida, pelas redes sociais por pseudos correligionários, militantes e que vem cumprindo um ridículo e inócuo papel.

 

Ideias e projetos para as cidades se definha e se perde em debates estéreis, tanta arrogância e prepotência nas exposições com o mérito apenas para inflamadas agressões sejam aqui ou no congresso.

No entanto, me questiono, tanta sabedoria para se perder na arrogância e na soberba. Prepotentes tornam-se ignorantes e cegos, não enxergam que a população cansou dessas mentiras montadas. Dessa disputa medíocre, onde se agridem como duas crianças que por capricho e irresponsabilidade brigam por um brinquedo. E que, infelizmente este brinquedo é a nossa querida região metropolitana e seus municípios.

Hoje alguns deputados e seus liderados se gabam por ter em sua base o poder da máquina pública estadual, mesmo sofrendo inúmeros desgastes em denúncias de corrupção por desvios de suntuosos recursos públicos da SANEAGO, eles esquecem que a política de hoje não é igual à de ontem e que para tudo há um limite.

Apesar do desencanto, não há como não imaginar a internet como a nova ancora, onde possam ser discutidas e debatidas as grandes questões políticas e administrativas de nossa região, de uma forma madura e responsável.

É notório que as cidades falam e se sentem representadas por quem vem fazendo um trabalho humilde, coerente, sério e responsável e se entrega ao único projeto político que reconhece as pessoas como pessoas e não como mercadorias ou objeto de caprichos políticos.

Valparaiso assim como outros municípios da região reage e não cede à corrupção escancarada, a herança do autoritarismo e do poder de mercado.